Somar forças para multiplicar valor: - REDE IPW

Post Top Ad



Somar forças para multiplicar valor:

Share This
- conheça o projeto que nasceu do encontro de três empreendedores da rede Endeavor Leia mais em Endeavor @ https://endeavor.org.br/somar-forcas-para-multiplicar-valor-conheca-o-projeto-que-nasceu-encontro-de-tres-empreendedores-da-rede-endeavor/
Quando Paulo Deitos, do Urbe.me, assistiu à apresentação do Day1 de Caio Bonatto, decidiu realizar algo com a TecVerde. E quando a MaxMilhas também resolveu participar, o projeto ficou ainda mais robusto.
A sinergia é uma das forças mais poderosas que existem. No campo do empreendedorismo, é graças a ela que pessoas e empresas se aproximam para aproveitar oportunidades às quais, sozinhas, dificilmente conseguiriam responder. A própria rede da Endeavor sempre foi catalisada pela sinergia — pela afinidade entre empreendedores, mentores e embaixadores, que compartilham de crenças e valores e defendem a mesma causa.
Recentemente, tivemos um inspirador exemplo de como essa sinergia dentro da rede pode ser produtiva. Após se conhecerem durante alguns eventos organizados pela Endeavor, três empreendedores — Paulo Deitos, Beto Justus e Max Oliveira — reuniram-se para montar um projeto que gera mais valor a todos os envolvidos: suas empresas — o Urbe.me, a TecVerde e a MaxMilhas –, seus clientes e a sociedade em geral.
A iniciativa partiu de Paulo, que participou neste ano do Scale-Up Endeavor, um programa de apoio a empreendedores com potencial de alto impacto. Ele é responsável pelo Urbe.me, plataforma de crowdfunding imobiliário “que permite a qualquer pessoa investir no mercado a partir de R$ 1.000”. Fundado no Rio Grande do Sul, o negócio nasceu da ideia de oferecer acesso às melhores margens do mercado imobiliário, sem os riscos envolvidos em uma sociedade. “É muito melhor do que comprar na planta e revender, já que não tem cartório nem imposto de transmissão envolvido”, conta ele.
O Day1 de um projeto
E a aproximação com a TecVerde — empresa de engenharia que tem como missão tornar o setor da construção civil mais industrializado e sustentável –, e a MaxMilhas — portal para compra e venda de milhas aéreas –, aconteceu durante o Day1 deste ano. Após assistir à apresentação do Empreendedor Endeavor Caio Bonatto, sócio do Beto na TecVerde, Paulo saiu com a forte sensação de que faria sentido realizar algo junto com eles. Até chegou a comentar com o time da Endeavor do Rio Grande do Sul, que viabilizou o contato.
Mas, no começo, ficou tudo na troca de ideias. As coisas só andaram mesmo no Scale-Up Summit, quando Paulo encontrou Beto e disse que daria “para colocar um projeto no ar em pouco tempo”. No evento, ele encontrou também o pessoal da MaxMilhas, e a sensação de que algo poderia ser feito entre os três ficou ainda mais forte — embora, naquele momento, Paulo não soubesse exatamente o quê.
Depois de algumas conversas, a ideia se concretizou: os três montariam um projeto de crowdfunding imobiliário no qual seria possível investir em um projeto da TecVerde, por meio da plataforma do Urbe.me. E as pessoas poderiam entrar no negócio com milhas — que a MaxMilhas converteria em reais –, bitcoins ou, claro, quantias em dinheiro.
E como esse processo acontece? O interessado entra no site do Urbe.me e escolhe o projeto da TecVerde, clica em investir e segue os 4 passos do processo de investimento. No final, recebe as opções de como efetivar esse investimento, via reais, milhas ou bitcoins. Se for por milhas (que a maioria tem no cartão de crédito e não sabe o que fazer antes de expirar), é preciso fazer um cadastro no site da MaxMilhas para efetivar a venda das milhas e depositar o valor diretamente no Urbe.me. Ao efetivar o investimento, o usuário recebe um título de dívida atrelado ao empreendimento, e a rentabilidade é baseada no preço de venda das unidades.
“Uma está gerando negócios para a outra”

Post Bottom Ad